Mobil

[Automobile][threecolumns]

Motor

[Automobile][list]

Kapal

[Automobile][threecolumns]

Pesawat

[Automobile][list]

Kereta

[Automobile][twocolumns]

Mesin

[Automobile][bleft]

Robot

[Automobile][list]

Sunday, March 3, 2019

Grosseira "Saudável"

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul Grosseira "Saudável" di website Batlax Auto.
Hoje em dia temos cada vez mais a cultura "fit". Todo mundo praticando exercício, correndo na praia, indo pra academia treinar (embora pra mim o termo "treinar" por si só não faz sentido, todo mundo treina pra alguma coisa), levantando ferro e suando a camisa pra ter uma vida saudável, ou para moldar o corpo que será desejado pelo sexo oposto (ou mesmo sexo, já que hoje em dia heterossexualismo está em baixa) ou mesmo só para ganhar curtidas no "Feice" e no "Insta". E claro, todo esse estilo de vida saudável não poderia estar desacompanhado de seus próprios hábitos alimentares, com comidas que fazem bem, sem gordura, carboidratos e lactose, nas dietas que ditam as refeições a cada duas a três horas, regadas com muita clara de ovo, whey protein e saladas.


Estou longe de ser um texugo em boa forma. Tento fazer exercícios quando posso, mas a vida corrida e o trabalho tomam tempo. E não vamos culpar o blog aqui, pois geralmente escrevo em momentos de descanso. Quanto à alimentação, procuro evitar certos excessos, algumas coisas eu já tirei do meu cardápio ou por orientação médica ou mesmo por iniciativa própria de livrar meu aparelho digestivo de certas bobagens, como refrigerantes e fast-food. Mas não chego a ter uma alimentação exemplar, meu prato de almoço geralmente sempre tem alguma coisinha mais engordante... tipo uma ou duas bolinhas de queijo ou um punhadinho de batata frita.

E aparentemente as minhas escolhas na hora da refeição parecem incomodar muita gente! 


Pois essa é a razão da minha postagem, motivada por algo que aconteceu comigo alguns dias atrás, na hora do almoço com alguns de meus colegas de trabalho. O suficiente pra me aborrecer naquela uma horinha livre da tirania da labuta, e que só colabora pra que eu passe a almoçar sozinho.

Fomos num restaurante a quilo perto do trabalho, em um grupo de quatro pessoas. Entre elas, havia uma garota com estilo de vida fitness. Claro que não vou detalhar muito, mas posso dizer que ela é uma mulher bonita, longos cabelos negros e olhos verdes, e de corpo super definido, fruto de uma rotina diária de exercícios na academia e de uma dieta saudável. 


Claro que essa não é uma foto dela... é apenas uma anônima que posta fotos na internet. Só pra passar a idéia.

Pois muito bem... Cada um foi lá montar o seu prato, e naquele restaurante as opções eram das mais diversas: dava pro cidadão ir num balcão de comida japonesa, ou se preferisse numa seção de massas tipo Spoletto ou então escolher dentre as diversas opções dos bufês de saladas, pratos quentes e churrasco. Um desses meus colegas foi direto no japonês (o cara não perde uma oportunidade de comer sushi) e outro ficou meio indeciso e decidiu montar uma massa. Fui no bufê normal, juntamente com essa moça, e comecei a montar meu prato.

Quando vou num restaurante a quilo, eu geralmente não me preocupo muito com certos padrões. Tipo, tem horas que pego um pedaço de carne e um filé de peixe. Ou, falando de frutos do mar, não acho nada demais em pegar um peixinho com feijão. Sei lá, acho que é um misto de indecisão de escolher algo pra comer, um desejo por variedade de paladar e até mesmo um pouquinho de garantia... nunca se sabe se aquele frango está bem passado ou se o camarão tem aquele tempero demasiadamente forte, e aí sempre é bom jogar na segurança e variar nas opções pra não morrer de fome.

Sentamos na mesa, e aí a mulher olha pro meu prato e me chama a atenção!


"Esse seu prato tá muito ruim! Você não tem vergonha?"

Minha primeira reação foi essa:


Não me lembro 100% o que tinha... mas eu sei que meu prato tinha arroz, feijão, farofa, um pouco de alface e cenoura, um filé de frango à parmegiana, dois enroladinhos de queijo, um quadradinho de quiche de chester e um punhado de batata frita. Pode parecer muito, mas nada em grande quantidade.

Não dá pra mostrar como era por que eu não sou que nem esses babacas que ficam tirando foto do prato...


Continuando, a mulher continuou ali olhando feio pra mim como se eu tivesse cometido um crime. Olhei então para o prato dela, vi que tinha um monte de mato, além de um filé de frango grelhado, um ovo cozido e um punhado do que parecia ser arroz integral, ou chia ou outra dessas coisas que as pessoas fit comem.

Em um primeiro momento eu não dei muita bola, disse que quem ia comer a comida em meu prato era eu, e ela não tinha nada a ver com isso. Os meus outros colegas, que continuavam calados, nesse momento fizeram uma expressão de "fudeu". Pois aparentemente eles estavam adivinhando qual seria a reação da fit-doida ali na mesa.


"Você está comendo errado! Cheio de calorias, que absurdo! O meu prato está perfeito, o seu é um lixo, cheio de carboidratos e porcarias que fazem mal!"

E foi assim durante todo o almoço. Ela sempre ressaltando o quanto que a alimentação dela é saudável, que ela come de forme equilibrada e faz as refeições como deve ser. E que eu ali era um burro, um idiota que estava comendo de forma errada, que aquela comida ia me fazer mal, que eu deveria ir num nutrólogo para aprender a me alimentar da forma certa. Pra completar, fazendo aquelas expressões de nojo ao ver o pedaço de frango a parmegiana no meu garfo, dizendo que lactose é veneno, e balançando a cabeça ao ver minhas batatas fritas.

Já estava com vontade de mandar ela tomar dentro...


Isso me fez perceber uma coisa: as pessoas que se alimentam de forma mais saudável geralmente são escrotas pra cacete no que diz respeito à opinião sobre o prato dos outros. E quase sempre agindo como essa minha colega de trabalho, com grosseira e estupidez.

Tudo bem que existem certas comidas que devem ser evitadas, ou ao menos consumidas de forma mais controlada. Claro que não é bom que o sujeito mantenha uma dieta baseada apenas em McDonald's e Pizza Hut. Mas por outro lado não devemos aqui ser tão taxativos e extremistas contra certas coisas. Ninguém vai morrer se um dia comer uma fatia de pizza ou um hamburger. Além disso, cada pessoas possui seu próprio organismo, com seu metabolismo particular, e as reações a determinados alimentos pode e será diferente pra cada um. 

Ou seja, a pessoa pode comer tanto um Big Mac com fritas como uma salada. Cada um é livre pra comer o que quiser, quando quiser.


Mas não é assim que pensam certas pessoas, que geralmente fazem parte de um destes três grupos: adeptos da vida fit, vegetarianos e veganos.

Tais indivíduos promovem uma idéia de que a maneira que eles se alimentam é a certa, e que todos devem comer da mesma forma. Seguindo a mesma idéia dos politicamente corretos, que querem impor a sua maneira de pensar à força na sociedade. E se você não concorda, será xingado por todos os adjetivos conhecidos e desconhecidos.

Especialmente quando se trata de vegetarianos e veganos. Puta merda! São chatos pra burro!


Principalmente porque eles enxergam os "comedores de carne" como assassinos, como se fossem os criminosos mais violentos da Terra. E aí partem para a grosseria mesmo, enfiam o dedo na cara, protestam e agem de forma radical, tudo para tentar convencer os outros de que eles estão errados, que são a escória da humanidade, fazendo de tudo para "convertê-los".

Podem até dizer que isso é um estereótipo exagerado. Mas não penso que é tão exagero assim...


Eu acho que as pessoas deveriam se preocupar com a vida delas. Se você quer ser vegetariano ou vegano, ou mesmo se você quer ter uma dieta fit pra boa forma, ninguém está dizendo que você não pode. Vá em frente, você tem todo o direito de pensar e agir como você quiser. Mas respeite o direito de pensar e agir dos outros, que são diferentes de você.

O que eu acho interessante é ver como esse tipo de postura revoltada parte geralmente do lado dos "saudáveis". Não me lembro de ter visto alguém que come carne protestar por aí, com um cartaz dizendo "Vegetables is Murder", não vejo ninguém que curte bacon ou um bom bife xingar e hostilizar aqueles que só comem salada. Mas os veganos, vegetarianos e fits na maioria das vezes reagem de forma raivosa, com palavras de ódio e raiva.

E o pior de tudo é essa insistência em mudar as pessoas, em forçar suas dietas nos outros.


Eu acho essa postura ridícula. Os fits vindo com um discurso de que a comida é apenas combustível para o corpo, e assim ela deve funcional, livre de "coisas ruins" que na cabeça deles fazem mal. Como o exemplo da lactose, que é considerada por muitos como algo nocivo, quando na verdade só é prejudicial para o organismo para os indivíduos que não conseguem processá-la.

Por sua vez, os vegetarianos e principalmente os veganos já vêm com argumentos diferentes, dizendo que o ser humano não precisa de carne e derivados para sobreviver, e argumentando que não devemos matar animais pra comer. E não apenas os humanos: até mesmo tentam impor essa idéia aos outros animais, como por exemplo seus cachorros.


O que eu acho um absurdo. Maldade uma pessoa forçar um cachorro ou outro animal de estimação a ter uma dieta que foge completamente do normal, só para agradar a seus conceitos alimentares.

E mesmo para os seres humanos, na minha humilde opinião eu não acredito que seja possível substituir completamente a proteína animal de nossas dietas. A não ser que a gente coma toneladas de alface e outras verduras, o que é impraticável. Sem falar que certamente existem outros nutrientes que só conseguimos adquirir ao consumir certas comidas que sejam de origem animal.

Sempre fui favorável ao equilíbrio. Qualquer alimentação extrema tende a ser nociva ao corpo humano. Seja uma dieta somente com coisas gordurosas e fast food, seja uma alimentação somente com verduras, seja um cardápio predominantemente com suplementos e shakes de proteína, tudo isso pra mim faz mal. O ideal é que a alimentação seja balanceada.

Mas enfim... que cada um coma o que quiser. Mas deixem os outros comerem em paz. Veganos, vegetarianos e fits, vocês podem se sentir incomodados com o fato de que seus colegas e amigos comam de uma forma que vocês não concordam. Acontece que não é da conta de vocês, ninguém lhes deu o direito de ficar hostilizando de forma rude e grosseira aqueles que se alimentam de uma maneira diferente.

Especialmente se for comigo. Pois aí vou fazer questão de demonstrar o quanto que a minha comida está deliciosa.


Terima kasih karena telah membaca berita tentang https://ift.tt/2GUVhgY, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.
Silahkan berkomentar
  • Blogger Berkomentar dengan Blogger
  • Facebook Berkomentar dengan Facebook
  • Disqus Berkomentar dengan Disqus

No comments :