Mobil

[Automobile][threecolumns]

Motor

[Automobile][list]

Kapal

[Automobile][threecolumns]

Pesawat

[Automobile][list]

Kereta

[Automobile][twocolumns]

Mesin

[Automobile][bleft]

Robot

[Automobile][list]

Sunday, June 16, 2019

A "Lógica" da Esquerda

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul A "Lógica" da Esquerda di website Batlax Auto.
Ultimamente eu tenho feito um esforço para não discutir política em meus círculos de amizades e conhecidos. Não por eu não ter meus argumentos e opiniões, mas pelo fato de que eu estou ficando cada vez mais enjoado de perder meu tempo discutindo com as pessoas que seguem uma ideologia esquerdista. É muito difícil ter uma conversa adulta e sensata com esses tipos, que seguem conceitos extremamente absurdos e hipócritas, e que quando perdem a razão decidem partir para as ofensas verbais (e em alguns casos mais fanáticos, chegando às agressões físicas), cegos por uma ideologia oportunista e sem fundamento.


Como dizem, discutir com alguém de esquerda é como jogar xadrez com um pombo: ele não vai seguir as regras, vai derrubar todas as peças, cagar no tabuleiro e depois sair dali de peito estufado achando que ganhou a partida...

Mas eu não resisto, eu vejo o absurdo que esses sujeitos dizem e fazem que eu não consigo ficar quieto.

Tudo isso por conta do assunto da semana: o "jornalista" norte-americano Glenn Greenwald, em seu site "imparcial" de "notícias" the Intercept, divulgou uma série de mensagens que seriam "provas" de uma trama arquitetada pelo na época juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, ditando os rumos da operação Lava Jato e trocando informações ilegais. Tais mensagens haviam sido obtidas pelo "jornalista" por meio de uma fonte "anônima", que havia hackeado os celulares dos dois.


Se não ficou subentendido, as aspas servem para demonstrar a minha ironia. Pois Glenn Greenwald está longe de ser um jornalista, o The Intercept nunca foi imparcial, não vi nenhum tipo de prova concreta e desconfio até da existência de uma fonte anônima, e se existe ele provavelmente sabe quem é.

Mas claro... para a esquerda essa teoria de conspiração de décima categoria é suficiente para que o bando de idiotas úteis da esquerda começasse o corinho de "Lula Livre", "Fora Bolsonaro" e assim por diante.

A lógica da esquerda é muito engraçada...


Vamos começar do princípio: será que ninguém aqui está achando errado que todas essas supostas "provas" foram obtidas de forma ilegal, por meio da ação de um hacker, que invadiu os celulares para roubar informações pessoais?

Na minha opinião, isso já invalida tudo. Ou será que é certo roubar e divulgar dados pessoais?

Essa é a primeira pergunta que eu faria para os esquerdistas, o que eles acham do ato de hackear o celular para roubar informações pessoais de uma pessoa? Se esqueçam do Moro por um momento, pegunto isso no senso genérico, independente de quem seja. 

Penso que vocês, de esquerda, não acham isso errado. Do contrário, não estariam celebrando a invasão do celular do Moro e a divulgação de suas conversas particulares. Não tem como vocês terem essa posição aplaudindo o que o suposto hacker e o Greenwald fizeram.

Agora, se vocês acham certo... Bom, eu acho meio sem noção achar que roubar e divulgar informações pessoais seja uma coisa louvável e correta. Mas se vocês pensam assim, tudo bem. Ao menos vocês estariam sendo coerentes com os seus valores, dizendo que hackear o celular de alguém e se apoderar de maneira indevida de seus dados não é um crime. Significa dizer que pra vocês estava tudo bem o sujeito invadir a conta da Jennifer Lawrence e divulgar as fotos dela sem roupa, não é?


Acontece é o seguinte: se vocês acham que está tudo bem fazer isso, não reclamem depois quando forem vítimas de prática semelhante. Se um belo dia alguém roubar a sua senha de banco, invadir seu celular pra ler as suas conversas particulares ou expor na internet os nudes que você mandou pelo Zap... vocês não vão poder dizer nada. 

Porém, existe uma terceira resposta para essa minha pergunta, que eu sei que no fundo é o que o pessoal da esquerda vai dizer. Ou vão dizer que hackear é errado, mas no fundo a sua opinião verdadeira seria esta. Pois seguramente os seguidores da esquerda, "exemplos de ética", iriam dizer que depende...

Isso mesmo. Para a esquerda, na verdade depende da situação: se o hackeamento for do celular do Lula, da Dilma, do Freixo ou de qualquer aliado da esquerda, aí será um crime; porém se for do Moro, do Bolsonaro, do Danilo Gentili ou de qualquer pessoa que não seja da esquerda, aí pode.

Eu acho essa lógica da esquerda sensacional, ao ver que o seu "termômetro moral" é guiado pela orientação política e ideológica. O conceito de certo e errado para eles é universal, e regido pelo partido que apoiam. Se o cara apertou 13 ou 50 na urna eletrônica, ele é por definição inocente e certo, não importa o que faça; se  o outro apertou 17 ou 45, ele é culpado de todos os crimes do mundo e sempre estará errado, independente do que seja feito. Mesmo que os dois façam a mesma coisa.

Esse é o mote da esquerda, tomada pela hipocrisia...


Continuando com esse tema, o outro ponto que eu questiono é sobre a postura desse tal de Glenn Greenwald. Para uma pessoa que se diz jornalista, ele parece muito mais preocupado em militar pela causa da esquerda.

Afinal de contas, um jornalista sério está sempre buscando a verdade. E para isso ele deve referenciar fontes confiáveis em suas notícias e investigações, trazendo informações obtidas de forma lícita. Além disso, o correto é escutar os dois lados da história, e apresentá-los de forma imparcial ao seu público. É só ver aí inúmeras reportagens que aparecem nos jornais e na televisão, mesmo em situações em que os repórteres apresentam alguma denúncia contra alguém, sempre é feita a tentativa de escutar esse alguém, para que ele possa se explicar e apresentar a sua versão. Claro que na maioria das vezes o acusado não é encontrado ou não se pronuncia... mas é dada a chance para que ele conte o seu lado da história.

Não foi o que esse cretino do Greenwald fez. Primeiro, ele aparece com um monte de mensagens que apareceram do nada, segundo ele vindas de uma fonte anônima. Cara, se ele não sabe dizer quem é essa fonte, como assegurar que ela tem informações confiáveis? Já começa errado por aí. 


Acontece que para alguém parcial, ainda mais sendo simpatizante da esquerda, o que importa não é a veracidade da informação, mas como ela pode ser usada em benefício próprio e/ou da causa socialista. Talvez o anonimato da fonte seja algo que ele está criando, para protegê-la... ou para não deixar evidente que as tais "provas" foram obtidas de maneira ilegal, o que iria contra os seus interesses e da esquerda. No final das contas, Greenwald tinha em mãos informações que lhe interessavam, que poderia ser usadas da forma que lhe convinha. Se é verdade o não, esse é um detalhe.

De posse dessas "provas", ele simplesmente as lança de forma direta em seu site. Não temos nenhum printscreen das mensagens, nenhuma mensagem de áudio, simplesmente temos texto escrito no site. Greenwald não se limita a mostrar os textos, mas a induzir a interpretação do que eles significavam. O objetivo do "jornalista" é claro: atacar a Lava-Jato, tentando de alguma forma mostrar que ela tramou tudo com o objetivo de impedir a eleição do Lula, além de dizer que Moro sempre trabalhou com interesses políticos, que culminaram na prisão do sapo barbudo e no impeachment da "presidenta". 


Logicamente, sem seguir o rito que um jornalista de verdade deveria fazer, como, por exemplo, pedir que Moro se explicasse, que contasse o seu lado. Afinal, não interessa o que o Moro diga: de acordo com a lógica da esquerda que eu mencionei acima, Moro está por definição errado. Não importa o que ele faça.

Eu cheguei a olhar o site desse puto. Não coloco o link pois eu não quero dar Ibope pra esse idiota, se você quiser ler basta procurar no Google. Mesmo assim, eu recomendo, em especial o primeiro texto onde Greenwald comenta sobre as justificativas e as motivações para divulgar as mensagens. É hilariante, uma piada.

Me diverti especialmente com essa parte, onde grifei o que eu achei mais sensacional:
"A bem da verdade, ao produzir reportagens a partir desses arquivos, somos guiados pela mesma argumentação que levou boa parte da sociedade brasileira – aí incluídos alguns jornalistas, comentaristas políticos e ativistas – a aplaudir a publicidade determinada pelo então juiz Moro das conversas telefônicas privadas entre a presidente Dilma Rousseff e seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva (em que discutiam a possibilidade do ex-presidente se tornar ministro da Casa Civil), logo reproduzidas por inúmeros veículos de mídia. A divulgação dessas ligações privadas foi crucial para virar a opinião do público contra o PT, ajudando a preparar o terreno para o impeachment de Dilma em 2016 e a prisão de Lula em 2018. O princípio invocado para justificar essa divulgação foi o mesmo a que estamos aderindo em nossas reportagens sobre esse acervo: o de que uma democracia é mais saudável quando ações de relevância levadas a cabo em segredo por figuras políticas poderosas são reveladas ao público."
Ou seja: esse imbecil arrombado acha que a divulgação da conversa gravada entre Dilma e Lula é a mesma coisa do que divulgar essas mensagens do Moro.


Sério, diante de tamanha asneira eu mandaria esse Greenwald tomar no rabo. Mas como ele curte essas coisas, a ofensa não seria percebida...

Antes de tudo, Greenwald e toda a esquerda criticaram veemente não só a divulgação dos áudios entre Lula e Dilma, como afirmaram que eles haviam sido obtidos de maneira ilegal. Diziam, por exemplo, que é proibido grampear o telefone de um presidente... mas convenientemente ignorando o fato de que o celular grampeado era do Lula (que não era mais presidente, embora toda a corja esquerdista ainda se refira a ele como tal).

E aí o Greenwald e seus comparsas do Intercept posam de éticos, dizendo que estão usando a mesma justificativa que "boa parte da sociedade" aceitou naquela época da divulgação da conversa entre Lula e Dilma. Tipo, os "jornalistas" do site apontam o dedo para seus adversários, com aquela postura de "se você aplaudiu antes, tem que aceitar agora".

Seguindo o mesmo raciocínio, pergunto para esses cretinos e sua cambada de idiotas úteis por que agora pode divulgar conversas pessoais, se lá atrás vocês achavam errado? 


Ah, claro... eu ia me esquecendo... para a esquerda, o conceito de "certo" e "errado" não está no ato em si, mas em quem o pratica... Falha minha, pessoal! Me esqueci da maneira peculiar que funciona o compasso moral dos petralhorários...

Mas eu digo pra vocês qual é a diferença... A conversa entre Lula e Dilma foi obtida em um grampo autorizado pela Justiça. Logicamente que existe a questão de que a princípio no momento exato daquele diálogo a escuta já havia sido suspensa (pelo próprio Moro, diga-se de passagem), mas por conta da demora da companhia telefônica em interromper a escuta. Tanto que a conversa não pôde ser usada como prova em nenhum processo. Mas, repito, era uma escuta autorizada pela Justiça, e cuja divulgação foi fundamental para impedir uma pilantragem que os dois estavam armando, com a nomeação de Lula como ministro para que ele tivesse foro privilegiado.

Greenwald e o rebanho de jumentos da estrelinha vermelha juram de pé junto que não foi bem assim, que era uma simples conversa particular entre Lula e Dilma, e que a privacidade dos dois havia sido invadida. Segundo eles, não havia nada de errado no que eles estavam falando...


Claro, nada de errado segundo a lógica petista...

Por sua vez, as mensagens que foram supostamente trocadas entre Moro e Dallagnol foram teoricamente obtidas de maneira ilegal. Ou por acaso há alguma autorização da Justiça que permitiu ao hacker monitorar a conversa entre os dois? A não ser que seja como eu disse lá em cima, se os esquerdopatas acham que hackear o telefone dos outros tá de boa... O mais engraçado é ver o próprio Greenwald se defendendo, como mostram aqui, dizendo que ninguém pode afirmar que a "fonte" cometeu algum crime para conseguir as mensagens...

Sério, Greenwald... não se faça de idiota, embora você tenha toda a pinta. Se você está dizendo isso, então você sabe se sua fonte "100% honesta" cometeu ou não crime para ter acesso às mensagens. Mas como você pode afirmar isso se, segundo você mesmo afirmou, a fonte é anônima? O que garante que as mensagens foram obtidas de maneira lícita? E se realmente foram, você deveria saber como; e poderia compartilhar com todos a forma como sua fonte teve acesso às mensagens do Moro, não haveria problema dizer (isso daria até mais integridade para sua acusação). 

Seu silêncio sobre o método usado para sua fonte ter acesso a essas conversas apenas mostram que tem caroço nesse angu. Apenas indicam que teve algum tipo de irregularidade nisso aí, e que poderia desmoronar com toda sua narrativa, seu babaca!


Diante disso, peço que me expliquem agora como que a conversa entre Lula e Dilma não pode ser tida como prova de nada por ter ocorrido após a suspensão da escuta, mas mensagens obtidas por meio de crime de invasão ao celular de Moro são provas irrefutáveis? 

Assim fica fácil, né?

Embora eu digo de novo, tudo isso aí tem muito cheiro de mortadela... lógico que existe a possibilidade de que essas mensagens sejam reais e foram roubadas do celular do ministro por um hacker, provavelmente trabalhando à mando de alguém da esquerda. Mas algo me diz que tudo isso aí é mentira, invenção de um exército vermelho que tenta a todo custo derrubar o governo e soltar o Lula.

Tanto que o filho da puta do Greenwald e seu site de merda estão fazendo aquela velha tática de guerrilha psicológica de falar aos pouquinhos. É só ver o pústula dizer em tom ameaçador que "tem mais provas", em uma clara tentativa de ameaça contra Moro. Há gente que aplaude essa "técnica jornalista", que tem o objetivo de fazer com que os defensores do ministro gastem a saliva ao tentar defendê-lo para tentar contestá-los com novas "provas" depois. E sem dúvida tudo é feito com a intenção de constranger e ameaçar Moro. Uma verdadeira chantagem, no melhor estilo de "faça o que a gente está mandando, ou vamos divulgar mais coisas a seu respeito".

Típica tática de terrorista. Mas é algo que se espera da corja esquerdista, da qual Greenwald faz parte.


Repito, se Greenwald fosse realmente um jornalista de respeito, ele não iria fazer esse joguinho psicológico infantil. Se tem tanta informação comprometedora sobre o Moro, se tem tantas provas de que ele cometeu crimes, então divulga logo a pôrra toda, caralho! Ou você só é macho quando tá comendo a bunda de seu marido psolista? A partir do momento em que Greenwald se preza a fazer essa estratégia terrorista e chantagista contra Moro, ele demonstra que seu objetivo não é informar, mas sim defender suas crenças ideológicas. 

Tanto que Moro declarou que não vai mais falar sobre esse assunto. Se quiserem, que entreguem toda as mensagens à Justiça.

O problema é que, infelizmente, em se tratando de Justiça nós corremos o risco de cair nas mãos de um bandido de calibre como o Gilmar Mendes, que inclusive declarou ser favorável a considerar provas obtidas de maneira ilegal.


Bom, está aberta a temporada de caça ao Gilmar. Hackers do Brasil e do mundo, invadam o celular desse cretino e obtenham todas as provas possíveis para incriminá-lo. Se ele, juiz do Supremo, afirma que não tem problema, então tá na hora de desmascarar esse bandido.

Vamos ver até onde essa palhaçada vai. Todo esse episódio só mostra como que a esquerda é suja, como que ela não tem moral e caráter. Fica evidente a postura de "os fins justificam os meios", não importa o que tenham que fazer, a esquerda não mede esforços para assegurar os seus interesses, para atender aos seus anseios político-ideológicos. Vide o atentado contra Bolsonaro, outro claro exemplo de uma tentativa da esquerda em ir ao extremo. A esquerda é assim, se tiver que matar seus adversários, não vai pensar duas vezes...

Diga-se de passagem... acho curioso como é tão fácil invadir o celular do Moro, mas é tão difícil alguém descobrir quem está pagando os advogados do Adélio... Será que se o hacker do Greenwald passar essa informação pra ele, será divulgada no Intercept?
Terima kasih karena telah membaca berita tentang http://bit.ly/2XKF17a, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.
Silahkan berkomentar
  • Blogger Berkomentar dengan Blogger
  • Facebook Berkomentar dengan Facebook
  • Disqus Berkomentar dengan Disqus

No comments :