Mobil

[Automobile][threecolumns]

Motor

[Automobile][list]

Kapal

[Automobile][threecolumns]

Pesawat

[Automobile][list]

Kereta

[Automobile][twocolumns]

Mesin

[Automobile][bleft]

Robot

[Automobile][list]

Friday, June 21, 2019

Kancolle 12 - Bombardeiros Inimigos Atacando do Alto!

Silahkan membaca berita terbaru tentang otomotif berjudul Kancolle 12 - Bombardeiros Inimigos Atacando do Alto! di website Batlax Auto.
Bom, é isso aí. Estamos chegando ao último capítulo do desenho Kantai Collection. Depois de um longo tempo fazendo esses posts aqui, finalmente chegamos ao final da história. Eu admito, fiz muitos desses capítulos rapidamente, na verdade antes mesmo das "sátiras" terem se iniciado eu já tava escrevendo este aqui. Tudo para não perder o fio da meada, e deixar todos os posts prontos para publicação no momento certo.


Eu sei, é mesmo uma tática pra render um pouco mais aqui. Mas, afinal de contas, tem tantos outros assuntos, e fazer doze postagens seguidas desse desenho, que não sei se todo mundo tá gostando, poderia não ser o melhor. Mas chega de devaneios, vamos para o fim da saga das meninas-navio... como será que termina?

Lembrando que essa é a segunda parte de uma conclusão mais longa... então é de praxe que tenhamos um repeteco dos últimos acontecimentos. Basicamente, Akagi sem ação, vendo as suas amigas porta-aviões levando uma coça dos Abissais, exatamente como os navios japoneses de verdade levaram em Midway. Parece que não tinha como driblar o destino.


Os carrapatos voadores Abissais mergulham, prestes a lançar as bombas que afundariam Akagi...


Mas como?! Eles explodem no ar?! Pode isso, Arnaldo?


Ta-dá! Claro, a nossa heroína Fubuki aparece no último segundo, mandando chumbo nos aviões. Sei que muitos já esperavam, não tinha idéia mais previsível do que a protagonista salvar o dia na última hora.


A destróier chega cheia de moral, dizendo que era hora de Akagi lançar alguns aviões de escolta, pois ela não ia conseguir ter a mesma sorte da próxima vez. Acontece que a porta-aviões não tem como colocar nenhum avião no ar, pois o seu arco-e-flecha estava quebrado. Como se amarrar um barbante fosse tão difícil assim...


Do nada, algum contra-regra aparece correndo e joga um arco novo pra Akagi, com todos aqueles efeitos cinematográficos que vemos apenas as animações japonesas 


Mas como assim? Desenho animado não tem contra-regra! Que esbórnia é essa, de onde surgiu um arco-e-flecha sobressalente assim no meio do oceano? Veio do Posto Ipiranga?


Não, na verdade foi Kaga quem deu seu arco pra ela. Afinal de contas, ela está com o braço todo estropiado, e não ia usar ele pra nada. A não ser que quisesse entrar numa roda de berimbau, mas tá na cara que ela detesta capoeira. 


Parece que elas vão conseguir mudar a história. Na vida real o Akagi levou uma bomba e ficou inoperante, mas aqui a menina-navio correspondente ainda está na luta, lançando alguns caças pra botar aqueles piolhos fedidos pra correr.


Fubuki sugere que Kaga e Hiei se mandem dali, pois estavam feridas (embora eu não percebi nenhum arranhão na encouraçada). Mas Kaga fala que não vai arregar e que quer continuar lutando... Como, pombas? Você não pode atirar flechas e ainda por cima deu o seu arco pra Akagi! Vai tacar Hadouken nos Abissais? Hiei também não quer se mandar, pois ela não quer fazer feio e passar vergonha para suas irmãs.


E quem chega na área é Kongou... já que falei em Hadouken, ela veio pra fazer aquela pose de Ryu em pé no vento, que para os padrões japoneses diz "eu sou foda".


Lá longe (bem longe mesmo, quase não dá pra ver), vemos que tem mais alguns navios chegando... Será que eram mais Abissais?


Não... era a força de invasão, liderada pela Yamato. Ela havia se atrasado um pouco porque tava procurando as suas meias, mas já estava ali juntamente com as demais meninas...


... incluindo também as porta-aviões Zuikaku e Shoukaku. Se você leu a última postagem e estava acompanhando a série, certamente desconfiou que elas duas eram as sombras misteriosas que apareceram atrás de Yamato.


Ou seja, mudança total dos planos... Lembra que na Batalha de Midway real esses dois porta-aviões não participaram, por estarem danificados e sem aviões? E muitas pessoas que estudam a história do conflito sempre se perguntavam como que esse combate seria, caso os japoneses tivessem todo o seu potencial aéreo à disposição. Parece que vamos descobrir.

A Princesa Aeroporto, ao ver a Yamato chegando com aqueles puta canhões (eu disse canhões), deve ter resmungado um sonoro "fudeu". Mas ela não ia se entregar facilmente, lançando mais uma leva de Pac-Mans diabólicos pra acabar com aquelas meninas novas.


Acontece que Yamato está com aquela munição explosiva Tipo 3, que transforma o céu num inferno, derrubando todos os aviões inimigos. Me faz pensar, se o Yamato de verdade tinha mesmo todo esse poder anti-aéreo, por que na batalha real ele ficou escondido lá atrás?


Zuikaku e Shoukaku preparam os seus arcos também, pra ajudar no ataque. Provavelmente Kaga vai respeitá-las um pouco mais, depois delas terem salvo seu pescoço.


Akagi faz o mesmo, agora com um arco novo não tem mais desculpa... enquanto reflete sobre como Fubuki tinha mudado tanto. Lá no capítulo 1 ela era uma mera desastrada, dando com a cara em galhos de árvore e caindo sozinha, e agora estava lá encarando o perigo de frente e lutando contra o destino.


Agora é a vez de Yamato. Repito mais uma vez, na vida real o mega-encouraçado pouco fez, só ficando em segundo plano... Mas a Yamato aqui não quer essa vida de moleza, ela quer ajudar as suas amigas e mostrar que é a menina-navio mais poderosa dos sete mares, mandando chumbo grosso na ilha MI.


Mas... sem efeito... a pirralha continua lá de pé.


E pela primeira vez no desenho, escutamos uma Abissal que sabe falar. Com uma voz fantasmagórica como se tivesse acabado de acordar, ela diz que as meninas-navio vão afundar todas as vezes, até não sobrar mais nada.


Seria a força do destino? Dizem que não dá pra você mudar o que tá escrito.

Akagi tenta organizar o meio de campo, recomendando que as forças de ataque se concentrem em derrubar os aviões inimigos e fazer de tudo pra neutralizar os porta-aviões, enquanto que Yamato e seu grupo seguiriam em direção da ilha MI, para acabar com a Princesa Aeroporto.


É a hora das irmãs Kongou brilharem. Afinal, elas são bem armadas e rápidas, e conseguem assim destruir um montão de destróieres Abissais. E Haruna lidera o contra-ataque, com seus canhões que mais parecem o X-Wing do Star Wars.


Aí temos aquele momento clássico de desenho japonês, típico do personagem que se acha o maioral... mas que prova isso. E, pra surpresa de todo mundo, quem adota essa postura de "deixa comigo" é a Kirishima, que das quatro irmãs até agora não atirou, e que fica ali, metidona, esperando o monte de Abissais vindo ali atrás dela.


No último segundo, ela então tira os seus óculos, com todo aquele malabarismo de propaganda da Ótica do Povo...


... disparando uma salva de tiros certeira.


Não sobra um. Pra ensinar pra todo mundo que não se deve zombar de quem usa óculos.


Mas sabem de uma coisa? Todo mundo se esqueceu de Kitakami, que tá ainda toda abafada pois não sabe combater sem a ajuda de sua irmã. Ela começa a se xingar, Ooichi podia ser muito chata às vezes, mas tava fazendo uma falta agora. Cercada pelos Abissais, ela não tem espaço pra disparar os seus torpedos, e ninguém ali se preocupando em ajudá-la.


Pobre Kitakami... Vai ser devorada por um destróier que mais parece um dos figurantes do Sharknado.


Só que não. Quem aparece é Ooichi, dando um Tap-Tap-Tarugen no monstrengo.


Tudo bem... meninas que representam navios da Segunda Guerra... que carregam canhões e torpedos... que disparam flechas que se transformam em aviões. Por mais que fosse bizarro, até aí tava tudo bem. Agora, um "navio" dando uma voadora? E não pára nisso, pois ela aplica um golpe de judô e taca o bichão longe.


Kitakami cai no choro, e corre (ou navega) pra abraçar Ooi, pedindo desculpas por terem se separado, e que ela não vai ficar longe de sua irmã querida nunca mais.


Olha só a felicidade de Ooichi. Esse era o momento delas, em que iriam declarar o seu amor uma para a outra, pra se casarem vestidas de branco e dançarem ao som das músicas da Maria Gadú, tudo perfeito.


Mas Kitakami interrompe o momento... Pois elas estavam em apuros ainda. O que era dessa vez? 


Uma porrada de Abissais que não suportam romance lésbico, a não ser que seja vídeo girl-girl do PornHub.


Mas eles não contavam com o golpe especial das duas, que de mãos dadas giram e disparam uma porrada de torpedos para todos os lados, afundando todos eles.


Me lembrei do Botão da Morte da nave do Último Guerreiro das Estrelas. E de quebra entreguei a minha idade, filme velho que era clássico da Sessão da Tarde.


Mas mesmo depois dessa carnificina, ainda tinha Abissal pra caramba. Principalmente os porta-aviões, que se aproximavam pra dar o bote. Lembrando que, como na batalha real, haviam três embarcações Abissais do tipo.


Hiryuu, que é a única das porta-aviões originais que ainda estava 100% (como aconteceu em Midway), prepara uma leva de torpedeiros pra atacar aquela esquadra. Meio tarde pra moça de laranja querer aparecer, daqui a pouco o desenho acaba.


Diferente do que aconteceu na guerra de verdade, em que os navios de superfície dificilmente chegavam perto uns dos outros, aqui as encouraçadas Kongou e Hiei conseguiram se aproximar o suficiente pra mandar chumbo na porta-aviões. A inglesinha prepara o seu patenteado "Burning Love" pra estraçalhar aquela cabeçuda, só cuidado pra não acertar na nuca da Hiei.


Até as cruzadores Tone e Chikuma tiveram chance de fazer algo de útil aqui, atirando nos destróieres de escolta, usando seus canhões que lembram o armamento do War Machine dos Vingadores.


HEADSHOT!!! Bem naquela bolota na cabeça da porta-aviões, explodindo pelos ares! Uma já foi, faltam duas.


Mas a batalha ainda não estava ganha... Lá na ilha MI, a Princesa Aeroporto parecia ter usado um cheat de aviões infinitos, lançando uma horda de monstros bocudos. Embora mais pareça que um caspento coçando a cabeça e jogando farelo capilar pra todos os cantos.


Akagi e Kaga estão na pior... Pois estavam sem flechas, sem falar que Kaga tava sem arco. Ela pergunta se tinha algum truque pra recarregar os aviões, mas Akagi diz que Kantai Collection não tem como colocar códigos do Game Genie.


Embora não tenha como trapacear, elas são surpreendidas por Shoukaku e Zuikaku, que aparecem com um arco novinho pra Kaga e flechas sobressalentes. Seria como se um porta-aviões estivesse "doando" parte de suas esquadrilhas para o outro, será?


Voltamos à programação normal, com o Grupo de Porta-Aviões 1 lançando um mega ataque contra a Princesa Aeroporto. Agora vai!


A feiosa grita de dor, pois as bombas haviam destruído suas pistas de pouso. Agora ela não poderia lançar aviões, dando superioridade aérea para as meninas-navio.


Mas quem está louca pra destruir aquela ilha é Yamato. Sem ter que se preocupar com ataques aéreos, ela se prontifica para fuzilar a base Abissal com seus mega canhões. Eu disse mega canhões, não pense besteira!


Bom... Uma saraivada de balas de grosso calibre... pode apostar que não vai sobrar nem Princesa Aeroporto nem ilha de MI depois dessa. 


Fatality... Acabou, a Abissal é riscada do mapa, só restam ali uns pedaços dela fumegantes.


Akagi relaxa... será que elas haviam conseguido mesmo? Será que ela havia mudado o seu destino? Parece que sim, Akagi... nunca mais você vai ter aquele pesadelo que te fez molhar a cama.


Só que então... alguém acerta a Yamato. Sorte que ela é forte pra caramba, e foi apenas um arranhão.


A base podia estar destruída, mas ainda tinha um monte de Abissais ali, incluindo os outros porta-aviões. E eles não estavam dispostos a deixar barato.


Chikuma sugere que elas recuem... afinal de contas, a missão era destruir a base, e elas já haviam conseguido isso. Seria melhor reagrupar e pensar sobre o que fazer. Mas Yamato diz que não, que algo estava errado... alguma coisa lhe dizia que tinha ainda uma força superior, que queria fazer com que a História se repetisse. E aí, um grito altíssimo as assusta.


Pôrra, era a Princesa Aeroporto! Ou ela tinha alguns continues pra usar ou algum tipo de magia regeneradora, pois ela estava se recuperando e voltando à vida.


Não só ela, mas um monte de navios Abissais também. Era como se não importasse o que elas fizessem, alguém tava querendo garantir que os acontecimentos ali deveriam acontecer como na Batalha de Midway real.


Mas Fubuki se emputece com tudo. Ela não passou doze episódios treinando que nem uma mula pra chegar agora e toda a história trágica da marinha japonesa se repetir. Embora na vida real ela não tenha afundado nessa batalha, a destróier ia insistir pra mudar o destino de suas amigas. Tinha um montão de gente esperando na base... e além disso, elas tinham que vingar o comandante.


Aí elas escutam um esporro ali do lado, e percebem uma chuva de balas caindo sobre a ilha MI. Pombas, será que eram reforços chegando?


Sim, e adivinha quem era? Nagato, a navio-secretária que só ficava na base atrás de uma mesa, finalmente decidiu fazer algo de útil, indo para a linha de batalha. E com direito ao discurso motivador, de que hoje elas enfrentariam o destino e venceriam.


Só que a Princesa Aeroporto não estava com medo. Lembra que ela havia usado uma trapaça pra ter um estoque infinito de Pac-Mans maléficos, sem falar em outra que provavelmente lhe dava invencibilidade. Mais uma chuva de monstrinhos come-come vai pra cima das meninas-navio.


Yuudachi, que continua com sua bandeira branca só pra garantir, diz que será muito difícil, pois elas estão ficando sem munição e os Abissais não param de aparecer. Poi. Teria sido melhor não ter ganho o upgrade, assim não iam ter arrumado essa roubada pra ela. Poi.


Acontece que Nagato não veio sozinha. As cruzadores do Esquadrão Torpedeiro 3 também estavam ali pra dar uma força. Jintsuu querendo ajudar suas amigas, Sendai não perderia um combate noturno por nada, e Naka... estava ali pois ninguém na base aguentava mais as músicas dela.


E não eram só elas que haviam chegado... como vemos ao perceber alguns Abissais sendo exterminados que nem baratas.


Mutsu! Finalmente vamos ver ela em combate! Era de se esperar, se Nagato estava ali, certamente sua irmã estaria também.


A carnificina nos céus continua, seguindo o estilo do Guerra nas Estrelas. Sorte que os aviões delas tem muitos níveis de experiência, e conseguem derrubar os Pac-Mans como se fossem moscas.


Pra completar, só faltava a 6ª Divisão de Destróieres, certamente não iam deixar as baixinhas de fora. Mas, afinal de contas, elas não estavam naquela missão mais ao norte, pra atacar as ilhas AL?


Na verdade, tudo isso fazia parte do plano do almirante, estava naquele tubo que elas estavam levando. Ele havia sugerido que as meninas seguissem com o plano, para que os Abissais pensassem que elas seguiriam os fatos reais. Mas, chegando lá, elas viram as ordens pra que elas surpreendessem e voltassem para dar apoio ao ataque na ilha MI.


Breve parênteses. Essa é outra teoria que muita gente comenta sobre a batalha de Midway. Pois a força enviada para atacar as Ilhas Aleutas era relativamente exagerada para um objetivo que era apenas despistar os norte-americanos. Era uma força que contava com porta-aviões leves, cruzadores e até mesmo encouraçados, que se tivessem sido direcionada para Midway, talvez melhoraria as chances dos japoneses.

Embora aqui não veremos todas elas, ao menos era um reforço de peso, liderado por Atago. Que sim, é um reforço de peso duplo, se é que você me entende.


Juntamente com Mogami, que pode ajudar desde que não acerte uma porrada em alguém. Mas como a sua irmã Mikuma não está aqui, talvez não haja risco disso acontecer.


Pra completar, estava também a cruzador leve Kuma, que sempre diz "kuma" em todas as suas frases. Kuma.


E a sua irmã Tama, que sempre termina as frases com a expressão "nyan", que se eu entendi direito seria equivalente ao "miau" que um gato faz lá no Japão. Embora ela diga que não é um gato. Nyan.


Ah, eu confesso que agora entendi o porquê do nome daquele joguinho psicodélico do Nyan Cat... Que tem aquela musiquinha que não sai da cabeça, tanto que um maluco criou um vídeo de 10 horas com ela tocando sem parar.


Acho que só assim mesmo pra mudar o destino... começando ao trazer uma força muito maior pra enfrentar os Abissais, pra descer a porrada neles. Literalmente, como vemos Nagato dando uma de bad-ass e chutando a bunda dos monstrengos. Pra quê uma menina-navio vai usar os seus canhões, se pode atacar na base da porrada?


Depois de minutos de tiros, chutes e explosões, finalmente todos os Abissais cercando a ilha MI são abatidos. Akagi fala que é hora de um ataque em massa contra a Princesa Aeroporto, pra que elas possam acabar logo com essa missão e celebrar com um churrascão na laje.


Pra poupar as flechas, todas as meninas-navio de superfície se posicionam. Pensa que são sete encouraçadas, nove cruzadores e uma porrada de destróieres, todas juntas disparando os seus canhões contra a pobre Abissal, como se fosse um pelotão de fuzilamento.


Pôrra, se isso não destruir a ilha, acho que nada mais destrói.


Só que não... a Princesa Navio aperta a combinação ⇧⇧⇩⇩⇦⇨⇦⇨BA no controle e ganha mais uma barra de energia completa. Apelona! E se você não conhece essa combinação, certamente não presenciou a época de ouro dos videogames.


Nagato fica puta com a apelação da ilha, mas ela certamente não tinha como fazer isso de novo. E ordena o repeteco, que seja mandada mais uma salva de balas sobre aquela asquerosa.


Não adianta... embora elas tenha arrancado um braço dela, logo ele se regenera como se fosse o Deadpool. Sério, Nagato... um dos indícios da incompetência é fazer algo que deu errado de novo, achando que o resultado será diferente.


Cabe então à Fubuki pensar um pouco... tinha algo que elas estavam fazendo errado, algo que elas estavam repetindo da mesma forma que os japoneses fizeram na História. E que elas teriam que tentar diferente... O que seria?


E então ela percebe o que pode ser a chave do sucesso... ao ver um dos porta-aviões Abissais.


Ela conta pra Nagato que esse havia sido um dos conselhos que o almirante havia dado pra ela. Antes de atacar a ilha MI, elas precisavam destruir os porta-aviões. Um já tinha ido pro fundo, mas havia aquele outro lá. A navio-secretária manda ela ir junto com Yuudachi e o restante do Esquadrão Torpedeiro 3 pra afundar aquela porta-aviões.


As garotas partem pra cima. Claro, é de se esperar que elas vão acabar com ela facilmente, pois sua escolta era só de cruzadores e destróieres. Quem vai no balaio é Mogami também, em último caso ela pode bancar a kamikaze e se jogar sobre a Abissal, pois de dar trombada ela entende.


E é isso aí... Porta-aviões afundada. Segundo elas suspeitavam, haviam quatro porta-aviões Abissais ao todo, duas afundadas na batalha pela ilha de Coral e agora mais essas duas...


Nagato ordena que as demais garotas atirem. Se esse era o truque pra vencer a chefona, elas já iam descobrir logo. E haja imagem nesse post! Decidiram colocar toda a ação no último episódio.


Só que o fator de cura da Princesa Aeroporto continua firme e forte. Não foi dessa vez, Fubuki. Acho que o almirante tava te trolando, isso sim.


Se a situação já não estava ruim... pra completar as porta-aviões ficaram sem flechas. Parece que elas não aprenderam com o Gavião Arqueiro como ter um estoque de flechas infinitas. Sem a superioridade aérea, bastaria um ataque dos Pac-Mans drogados pra elas se darem mal.


Mas sabemos bem que o final feliz precisa ser garantido... E assim aparecem alguns aviões do nada, destruindo as bolotas bocudas sem piedade. Como assim? Elas estavam muito longe da base, e não tinha mais nenhuma outra menina-porta-aviões.


Acontece que tinha sim... Essa aí é Taihou, a menina que apareceu na imagem de abertura lá em cima, e que diferente das demais carrega uma besta automática fuderosa pra lançar as flechas-aviões.


Pois é... aqui os produtores chutaram o balde. Poderia ter sido uma das duas porta-aviões que haviam ido originalmente para a ilha AL, faria mais sentido. Mas eles escolheram trazer essa aí. Que representa um porta-aviões blindado que o Japão só concluiu no final da guerra! Ou seja, era como se tivessem adiantado a sua construção para ela estar pronta para a missão.

Nagato também se pergunta quem é essa bicona, embora sua ajuda seja bem-vinda. Taihou passa uma mensagem, pedindo para que as meninas-navio quebrem o silêncio no rádio, pois elas precisavam entrar em contato com o distrito. E que também não fazia mais sentido manter segredo no rádio, já que os Abissais sabiam do ataque.


Nagato liga a chavinha do rádio, e consegue contato com Ooyodo, que tem uma notícia muito boa pra dar. E não era sobre mais uma condenação do Lula.


O almirante... estava vivo! E continuava mais tímido do que um tatuí. Sem falar que ele parecia agora estar todo metido, ali dentro de um camarote com cortina, que mais parece uma salinha privê de um prostíbulo.


Todas as garotas reagem de diferentes formas... Nagato fica até um pouco chateada, pois não faz sentido o filho da puta do comandante ter se escondido que nem um covarde pra só aparecer na hora do triunfo. Fubuki fica super feliz, e diz que já sabia disso, que o comandante não ia deixá-las. E Kongou fica toda abafada, pois ao saber que o almirante estava vivo, ela perdeu o controle e encharcou suas calcinhas de emoção.


Taihou transmite a mensagem dele, dizendo que pra vencer elas precisam aniquilar os porta-aviões inimigos. Ou seja, algo que elas já tinham feito... sabe de nada esse almirante, pombas.


É o que Nagato resmunga, pra falar o óbvio que elas já sabiam e que não servia de nada, não tinha nenhuma vantagem dele ter voltado. Mas Fubuki diz que existe um outro porta-aviões que elas ainda não afundaram...


Adivinha quem é? Isso mesmo, aquela porta-aviões com o olho furado... que todo mundo achava que havia sido afundada, ou ao menos seriamente danificada. Algo que elas não esperavam, como aconteceu no conflito real.


Fubuki diz que agora era pessoal. Ela já tinha enfrentado aquela cabeçuda antes, e era questão de honra terminar o serviço. E aquela era a última, pois de alguma forma ela sabia que eram três porta-aviões ali, só faltava aquela.


Nagato ordena que ela e Kongou ataquem o porta-aviões. E o restante ficaria de prontidão, pra atacar a Princesa Aeroporto assim que ela fosse afundada. 


E elas teriam a escolta da última flecha que Akagi tinha... que por algum motivo ela dispara junto com Kaga. Eu não sou especialista em arco e flecha, mas eu imagino que fique mais complicado acertar o alvo se são duas pessoas mirando... Bem, como elas só precisam disparar a flecha que depois se transforma nos aviões, até eu poderia atirar que daria no mesmo.


É hora da batalha final. Depois de Kongou mandar pelos ares os destróieres, Fubuki fica cara a cara com a porta-aviões. Será que dessa vez seria diferente? Será que o Japão ganharia a batalha? Será que tem alguém que ainda resistiu até aqui e está acompanhado o desfecho da história?


Fubuki aplica o seu Ultra-Finishing-Combo de torpedos, pra afundar aquela sem-vergonha de uma figa.


Como a imensa maioria dos Abissais, que não esboça nenhum tipo de manobra evasiva, a porta-aviões fica apenas parada, esperando ser destruída. KABOOM!!! Agora ela foi de vez.


Vamos ver se era isso mesmo. Três porta-aviões destruídos, a não ser que tivesse um outro escondido em algum canto, tudo indicava que a Princesa Aeroporto vai comprar uma fazenda pra valer.


A chuva de balas arrebenta a cara da dita cuja, que parece que precisa dar um pulo no dentista pra arrumar essa boca dentuça. Só que dessa vez ela não consegue usar o cheat pra se regenerar...


Faltava pouco... Nagato se prepara pra mais um disparo, contando com a ajuda de Mutsu, que chega ali de forma demasiadamente íntima em sua irmã, a ponto de me deixar com um misto de decepção e ciúmes.


Na mosca! A rajada das encouraçadas arrebenta a Princesa Navio, que explode pelos ares. Engraçado, justamente as duas meninas-navio que até dez minutos atrás não tinham participado de nenhuma missão é que vão ficar com o mérito de terem destruído a chefona da série.


Pois é... era de se esperar que elas venceriam. Curioso ver como a vitória veio com uma estratégia que os japoneses deveriam ter usado no conflito real de Midway: em vez de priorizar o ataque à ilha, eles deveriam ter focado em afundar os porta-aviões antes, para assim garantir a supremacia aérea. Com isso, os navios maiores poderiam chegar perto e invadir.


Fubuki está aliviada, finalmente o conflito está terminado. Yuudachi vai lá para dar os poi-rabéns pra ela.


E as meninas se organizam para voltar para a base, depois da missão cumprida. Agora os sete mares estarão livres para todo mundo... bom, e não vou comentar o fato de Mutsu estar abraçada lá no lado com Nagato... pombas, estragou o final feliz...


Só que antes de descermos com os créditos... lá onde estava a ilha MI, surge algo no meio da água...


Não se trata de um pardal que virou comida de tubarão. Quem é atento aos detalhes pode ter percebido já o que é isso. E quem não faz idéia... esse aí é o acessório de cabelo que a Kisaragi, aquela destróier irmã de Mutsuki, usava. Que é a grande dúvida que fica no ar... Será que ela morreu mesmo? Será que foi algum Abissal que roubou seu enfeite? Será que era apenas um item da moda que todo mundo usava, e assim essa cena não significa nada?

Pois é, deixaram o gancho para uma segunda temporada, isso sim. Algo tipo "Kantai Collection II - A Vingança de Kisaragi"...

Mas por ora é o fim mesmo, com as cenas de encerramento passando junto com os indecifráveis créditos em figurinhas japonesas, ao som de um rock japonês ainda mais indecifrável. Começando com Mamiya e Mutsuki esperando por suas amigas no porto. Aliás, acho que Mutsuki foi a única destróier que ficou de fora do combate.


E depois de uma longa viagem, com uma parada no Tahiti pra curtir uma prainha, as meninas-navio de Kancolle voltam para a base. Agora é hora de comemorar.


Claro, precisamos do obrigatório abraço entre Fubuki e Mutsuki, que já estava se perguntando se ia ter que rezar em outro túmulo. Mas não, a sua amiguinha voltou inteira.


E mais uma vez as duas excluíam Yuudachi do momento fraterno. Poi.


Akagi e Kaga ficaram bem danificadas, mas nada que algumas horas na piscina milagrosa não vão resolver. Só que Kaga tem algo pra fazer antes disso, que não envolve arrumar roupas novas. Não que eu reclame do decote improvisado da porta-aviões...


Na verdade, ela queria devolver o arco para Zuikaku. Parece que finalmente ela ganhou o respeito de Kaga.


De quebra, ela ainda deu pra Zuikaku um Pernalonga de origami...


Kongou por sua vez tem uma outra preocupação: pular no colo do almirante, agora que ele está de volta, pra segurar e apertar e nunca mais largar. Acontece que mais uma vez será Ooyodo a vítima do momento Felícia da encouraçada.


Pra completar, suas irmãs querem brincar também. Ah, Haruna... Como você é uma gracinha!


Outras preferem outro tipo de "refeição"... Falou em comida, falou em Akagi, louca pra tirar a barriga da miséria e comer até dizer chega. Pior que ela é toda magrinha, explica como que isso pode? Vai ter metabolismo assim no raio que o parta!


E vemos também Mutsu trazendo um buquê de flores pra Nagato...


NÃO!!! NÃO PODE SER!!! QUE MERDA É ESSA?!?! ROMANCE LÉSBICO ENTRE IRMÃS?!?!?! E LOGO COM A MUTSU?!?!?!


Cara, doze episódios escritos aqui, me permitam um pouquinho de liberdade poética. Na verdade ela estava mostrando pra sua irmã as flores que um admirador secreto e peludo mandou pra ela! Pronto, melhor assim, pra não me deixar deprimido.

Pra fechar, Fubuki e Akagi se abraçam, felizes com o desfecho da trama. A porta-aviões agradecendo por tudo, e que estava muito feliz de serem amigas. Oh, que lindo!


Parece que agora acabou... Fubuki entra no estágio "Forrest Gump" do episódio, e sai correndo sem destino pela base. Repito, por que nos desenhos japoneses todo mundo que fica feliz bate na correria?


Mas ela estava indo sim para um lugar especial. Para aquele morrinho perto da costa, pra ver o pôr-do-sol, naquele mesmo lugar que ela costumava ficar no primeiro episódio. Ela deve estar se sentindo aliviada, havia sido difícil, mas no final tudo correu bem.


Sim... aposto que você imaginava que ele iria aparecer... O Sombra... quer dizer, o almirante (ou pelo menos sua sombra), chega ali pra encontrar Fubuki. Será que ele vai mostrar o rosto?


Claro que não. E a série termina, com Fubuki batendo continência com lágrimas nos olhos, feliz pelo comandante ter voltado.


Agora sim, terminou.

Ufa, deu um trabalhão narrar aqui a história das meninas-navio, nessa sátira mais light porém que acredito que foi divertida. Claro que é um desenho que nem todo mundo conhece ou mesmo ache o tema interessante, mas eu achei bem legal. Temos que admitir uma coisa, os japoneses são muito bons quando o assunto é criar desenhos. Apesar de todas as piadinhas manjadas, os momentos exageradamente melosos e as situações típicas de heroísmo que vemos desde a época do Jaspion, o que eu acho legal é uma atenção aos detalhes. Kantai Collection é baseado nos conflitos da Segunda Guerra, e o cuidado que os produtores do desenho tiveram em fazer as referências históricas é algo a se destacar na minha opinião.

Tudo bem que muita gente pode achar a idéia escrota. Ou até mesmo errada, por estar personificando e mesmo idealizando navios de guerra de um país que estava do lado inimigo. Lembrem-se que o Japão fazia parte do Eixo, junto com a Alemanha nazista do Hitler. Mas eu acho que não devemos exagerar aqui... Em nenhum momento tanto o jogo como o desenho glorificam os feitos da guerra, apenas se aproveitaram dos navios para narrar uma história. Claro, com referências ao conflito armado de verdade, mas tornando-o um pouco mais inofensivo. Tipo, as meninas-navio não enfrentam americanas, mas sim criaturas alienígenas que querem dominar o mundo. Não acho que faça mal ou seja errado assistir um desenho ou jogar um jogo que tenha esse tema.

Se fosse assim, ninguém poderia jogar WAR, certo?

Enfim, chegou a hora de encerrar a saga das meninas-navio. Mas eu certamente vou voltar com posts semelhantes sobre o filme delas. Além disso, dizem que em breve estréia a segunda temporada, que vai trazer novas personagens. Sem falar na série de suas "rivais" do Azur Lane. Pode apostar que vamos ter mais histórias das meninas-navio por aqui em breve.
Terima kasih karena telah membaca berita tentang http://bit.ly/2L3E46n, jika berkenan silahkan baca berita lainnya di website kami.
Silahkan berkomentar
  • Blogger Berkomentar dengan Blogger
  • Facebook Berkomentar dengan Facebook
  • Disqus Berkomentar dengan Disqus

No comments :